POLICIAL

Avalie este item
(0 votos)

Ação do MPMG e PM visa combater tráfico de drogas dentro do Ceresp. Ao todo, 12 agentes, 70 militares e duas promotoras de Justiça participam das ações.

Dois agentes penitenciários foram presos nesta quinta-feira (24) durante a Operação "Pente Fino", em Juiz de Fora. A ação do Ministério Público de Minas gerais (MPMG) e da Polícia Militar (PM) tem como objetivo combater o tráfico de drogas dentro do Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp).

Até a tarde, foram cumpridos nove mandados de prisão temporária e 26 de busca e apreensão - todos expedidos pela 3ª Vara Criminal da Comarca de Juiz de Fora. Cerca de 120 agentes fazem uma varredura dentro da unidade em busca de drogas e celulares. Outras informações serão divulgadas em uma coletiva de imprensa às 17h.

Além dos dois agentes penitenciários presos, um ex-funcionário e cinco detentos do Ceresp foram alvo do cumprimento de mandados. Também está entre os presos uma pessoa que ainda não foi identificada.

Diligências foram feitas em residências e no presídio e apontam para a existência de um consórcio criminoso, composto de agentes penitenciários, presos e intermediários, que promoviam a entrada de drogas e celulares no Ceresp em troca de vantagens financeiras.

Cerca de 70 militares e duas promotoras de Justiça participam da operação. Todos os detidos foram levados para a sede da 4° Região Integrada de Segurança Pública (Risp).



Avalie este item
(0 votos)
Um agente penitenciário matou a filha e a própria mulher na tarde deste domingo (13), dia em que se comemora o Dia dos Pais, na cidade de Guaraci (SP). De acordo com a polícia, o caso aconteceu na casa da família, no bairro São Vicente.

Segundo informações da polícia, o suspeito atirou contra as vítimas e, logo depois, tentou se matar com um tiro na cabeça, mas foi resgatado com vida. Ele foi levado para a Santa Casa de Barretos (SP), onde está internado em estado grave. A filha tinha 18 anos, de acordo com a polícia.

O crime chamou a atenção dos moradores, que foram até o local acompanhar o trabalho da polícia. Ainda não se sabe o motivo do crime. Outro filho do casal, de 5 anos, não sofreu ferimentos. A perícia da polícia foi até o local para levantar provas para esclarecer o crime.

Avalie este item
(0 votos)

Segundo a Polícia Militar, a suspeita é de que a droga seria entregue para um detento no Presídio Regional; irmã dele, de 18 anos, também foi presa.

 

Um agente penitenciário de 26 anos foi preso suspeito de tráfico de drogas, na Vila Telma, em Montes Claros, na noite dessa quarta-feira (26). Na casa onde ele estava, os militares apreenderam um tablete de maconha e uma balança de precisão. A irmã dele, de 18 anos, também foi presa.

A Polícia Militar chegou ao local depois de denúncia anônima; a suspeita é de que a droga seria entregue para um detento no Presídio Regional de Montes Claros. O serviço de inteligência do presídio acompanhou a ocorrência. Eles foram encaminhados à delegacia e autuados por tráfico de drogas, segundo a Polícia Civil.

Em nota, a Secretaria de Estado de Administração Prisional informou que o agente é efetivo desde 2014 e estava lotado no Presídio Regional de Montes Claros. Ainda segundo a nota, a administração prisional vai abrir um procedimento interno para apurar o caso. A Seap disse que aguarda as investigações e a decisão judicial para tomar providências.

Bairro Tancredo Neves

 Prisão aconteceu depois que um investigador repassou as informações sobre o tráfico de drogas na região (Foto: Polícia Civil/Divulgação)Prisão aconteceu depois que um investigador repassou as informações sobre o tráfico de drogas na região (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Prisão aconteceu depois que um investigador repassou as informações sobre o tráfico de drogas na região (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Ainda nessa quarta, em Montes Claros, no Bairro Tancredo Neves, um homem de 19 anos foi preso suspeito de tráfico de drogas. A polícia apreendeu três buchas de maconha e 32 pedras de crack.

A prisão aconteceu depois que um investigador repassou as informações sobre o tráfico de drogas na região. O homem foi preso e levado até a delegacia.

Avalie este item
(0 votos)

Um agente penitenciário de 25 anos foi preso na madrugada deste domingo (30) em Poços de Caldas (MG) depois de balear um homem no Centro da Cidade. Segundo a Polícia Militar, o disparo aconteceu durante uma briga em um bar.

Ainda conforme a polícia, a vítima foi atingida na perna direita e socorrida ao hospital. O agente disse à polícia que ele e mais um amigo estavam sendo agredidos por cinco pessoas e por isso atirou.

O agente penitenciário foi preso e a arma foi recolhida.

Avalie este item
(0 votos)

 

A droga só foi encontrada, pois os agentes levaram a suspeita para realizar um exame no Pronto Socorro Municipal.

 

Uma mulher de 31 anos foi presa após tentar entrar com drogas em presídio de Monte Carmelo. De acordo com as informações, na noite de ontem (25) os agentes penitenciários receberam uma denúncia anônima que informou que a autora estaria levando o entorpecente. M.E.S. chegou ao local e foi abordada de imediato pelos agentes que a convidaram para realizaram um exame de raio-x no Pronto Socorro Municipal. A suspeita aceitou e se deslocou até a unidade médica.

No local, ela foi atendida pelo médico de plantão que constatou a existência de um invólucro no interior de suas partes íntimas. Após diálogo, a autora concordou em retirar o pacote. Foi encontrado 20 buchas de substância semelhante a maconha e dois invólucros de seda que seria utilizado no preparo do entorpecente

Avalie este item
(0 votos)

Além dos celulares foram apreendidos chips, baterias e outros equipamentos. Na manhã de sexta-feira (21) a polícia havia localizado um outro drone no local.

Um drone que sobrevoava a Penitenciária de Alta Segurança de Chaqueadas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foi apreendido pela Brigada Militar, na madrugada deste sábado (22).

O aparelho foi visualizado e abatido pelos policiais. Foram encontrados quatro celulares, cinco baterias, quatro fones de ouvido, 19 chips de diversas operadoras e um cartão de memória.

Na manhã de sexta-feira (21) um outro drone também havia sido apreendido pelos policiais também sobrevoando o presídio.

Na manhã de sexta-feira polícia também havia apreendido outro drone
Na manhã de sexta-feira polícia também havia apreendido outro drone (Foto: Divulgação/BM)
Avalie este item
(0 votos)

 

Um caso que, no momento é tratado como crime passional, está em apuração em Ipatinga. O assassinato foi registrado por volta de 22h de sábado (22), na rua 14, bairro Esperança, em Ipatinga, onde Leonardo Oliveira da Silva, de 35 anos, foi morto a tiros. Leonardo era lotado na Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas e trabalhava no CSE, no Centro de Ipatinga. 

Reprodução


Leonardo era lotado na Subsecretaria de Atendimento às Medidas Socioeducativas e trabalhava no CSE, no Centro de Ipatinga



O alvo do crime, entretanto, poderia ser outra pessoa, um amigo da vítima. Pelo menos é o que indica a versão do caso foi apresentada à polícia por outros dois homens, Jean silva Costa, 31 anos e Marcelo Batista Peixoto, de 35 anos, conforme apurou o Portal Diário do Aço.

Conforme Jean e Marcelo contaram à polícia, os dois estavam a bordo de um Fiat Siena e foram à rua 14 onde se encontrariam com uma mulher, namorada de Jean. 

Os dois amigos eram seguidos pelo agente do Sistema Socioeducativo, Leonardo Oliveira, que estava em uma motocicleta. Ao chegar ao local, assim que a mulher ia entrar no veículo, aproximou-se rapidamente um indivíduo, não identificado, com capuz na cabeça e portando uma arma com mira a laser apontando na direção da mulher, que correu e abrigou-se atrás de uma residência, momento em que escutou um disparo e arma de fogo. 

Álbum pessoal


Leonardo Oliveira da Silva, de 35 anos



Jean e Marcelo fugiram do local, no carro, sentido ao fim da rua, que não tinha saída. Os dois tiveram que retornar e avistaram Leonardo em luta corporal e o homem armado. Mais tiros foram efetuados e o atirador saiu correndo. 

Quando se aproximaram de Leonardo perceberam que o amigo já estava morto. A motivação do crime ainda é apurada. 

O que se sabe é que a mulher mantinha relacionamento com Jean, após ter rompido o relacionamento com outro homem, há aproximadamente 20 dias. Esse homem está sendo procurado pela polícia como suspeito do crime.

Conhecidos de Leonardo informaram ao Portal DA, que a vítima morava na rua Joel, no bairro Canaãzinho e já trabalhou na antiga Mavimoto/Honda, antes de ser agente socioeducativo

Avalie este item
(0 votos)

Na noite dessa quinta feira dia 20/07/2017 a Policia Militar foi acionada para atender uma ocorrência de direção perigosa, onde um veiculo Chevrolet Cruze estaria na porta da delegacia e teria empreendido em fuga após visualizar uma viatura da Polícia Militar.
O veículo foi abordado pelas guarnições da Polícia Militar VP do Meio Ambiente e Tático Móvel, e foi constatado que os ocupantes do veículo teria deslocado ate a Delegacia de Estrela do Sul e feito contato com o Agente Penitenciário Mauro. Nesse intervalo de tempo foi informado a PM sobre uma fuga de 02 (dois) preso da Delegacia.
Os dois foram recapturados é um Agente que estava de serviço também foi preso em Flagrante delito por ter dado apoio aos presos para fugirem.



ACESSOS RÁPIDOS

                  

AMAF MG

AMAF MG
Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais

Presidente: Julio Costa

ÚLTIMOS POSTS

NEWSLETTER

Assine a newsletter da AMAF e receba em seu email as principais notícias do Sistema Prisional de Minas Gerais