Terça, 20 Junho 2017 06:43

Cães ajudam na segurança das Unidades Prisionais de Minas

Escrito por

 Secretaria de Estado de Administração Prisional possui canis em 76 das 209 unidades prisionais de Minas Gerais. Em casos de emergência, as UPs que não têm espaço específico para reprodução e tratamento adequado dos cães podem solicitar a presença dos animais e dos agentes de segurança penitenciários que cuidam deles no dia a dia.

 

Atualmente, o GOC (Grupo de Operações com Cães) tem 347 cachorros, de raças diferentes, alimentados com ração. Eles também recebem vacinas, banho e tosa. O treinamento especializado ocorre de duas a três vezes por semana ou diariamente, conforme a rotina de cada unidade. Os cães ajudam a detectar substâncias ilícitas nas instalações em geral: pátio, corredores, celas, jardins. Os animais são utilizados ainda durante o banho de sol dos detentos em penitenciárias e presídios. Juntamente com os agentes, eles representam a segurança preventiva dos locais.

 

O ideal é que cada cachorro seja acompanhado pelo mesmo agente penitenciário, para que atenda aos comandos com eficácia. Hoje, alguns servidores doam seus próprios cães para o Sistema Prisional, o que gera uma relação de carinho ainda maior. Mas a ideia é que, em um futuro próximo, o Canil Central, que funciona na Penitenciária Antônio Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, faça a reprodução dos animais e a distribuição para todas as unidades.

Lido 1342 vezes Última modificação em Terça, 20 Junho 2017 06:48
Entre para postar comentários

ACESSOS RÁPIDOS

                  

AMAF MG

AMAF MG
Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais

Presidente: Julio Costa

ÚLTIMOS POSTS

NEWSLETTER

Assine a newsletter da AMAF e receba em seu email as principais notícias do Sistema Prisional de Minas Gerais

Console de depuração do Joomla!

Sessão

Informação do perfil

Memória Utilizada

Consultas ao banco