Quinta, 02 Fevereiro 2017 02:30

ASSÉDIO MORAL E ABUSO DE PODER

Escrito por

ASSÉDIO MORAL e ABUSO DE PODER.

Fiquem atentos aos Sinais e sintomas.

Uma vez que só o nosso ambiente de trabalho e as peculiaridades da nossa profissão de agentes, já é preoculpante.

Assim sendo

Mister se faz listar os SINTOMAS oriundos do assédio moral, quais sejam:

crises e choro (depressão); dores generalizadas e sem explicação (provavelmente tensão), palpitações, tremores (de fundo nervoso), sentimento de inutilidade, insônia (preocupação) ou sonolência excessiva (espécie de fuga psíquica), diminuição da libido (mulheres), disfunção erétil (homens), sede de vingança (ocorre em 100% dos funcionários do sexo masculino), hipertensão, cefaléia, tonturas, inapetência, falta de ar, alcoolismo, idéias de suicídio e tentativas de suicídio.

Então o meio ambiente de trabalho se transforme neste “Neo-Leviatã” do terceiro milênio como descrito acima. 

E com devidas provas, os juízes vão julgar a administração pública, porque quem comete Assédio Moral com servidor público, é julgado na admistracao pública, pois respondemos por ela, e não nominalmente apenas.

As instituições começarão a rever os seus conceitos. E os seus responsáveis.

Por isso que a Administração pública é coletividade, e não para si próprio.

As vezes alguns Gestores não estão servindo p conduzir seus Agentes, por falta de preparação acadêmica intelectual, emocional.

Adoecendo os Servidores em massa, caso concreto e comprovável.

E provas de configuração não falta. E evidente.

Uma ótima sugestão para a documentação é ter um diário de cada ação de assédio, pela qual se indique data, hora, autor, descrição da ação assediante, pessoas presentes, faça uma relação dos distúrbios físicos e psíquicos todos documentados e atestados dos danos que o assédio venha causando à vitima.

Que até mesmo há indenização.

Sendo assim aqueles que ainda acham que as coisas não acontecem, vários servidores estão atentos a legislação e estão buscando por meios legais ( Associação de classes, Ministério Público, etc) denunciar essas pessoas que nem deviam estar na Administração Pública.


Importante saber:

Tem-se que a prática de assédio moral provoca a violação do dever de manter a conduta compatível com a moralidade administrativa (art. 116 IX da Lei 8112/90); de tratar as pessoas com urbanidade (art. 116 XI) e ser leal às instituições a que servir (artigo 116 II).


Denuncie, não fique calado, não aceite abuso de poder, não tema a ordens ilegais, Assédios Morais.

Lido 786 vezes
AMAF

Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais
"Juntos somos mais fortes"

Email: amaf@gmail.com
Contato: 031-9-8699-5140 (Julio Costa)

Entre para postar comentários

ACESSOS RÁPIDOS

                  

AMAF MG

AMAF MG
Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais

Presidente: Julio Costa

ÚLTIMOS POSTS

NEWSLETTER

Assine a newsletter da AMAF e receba em seu email as principais notícias do Sistema Prisional de Minas Gerais