AMAF

Avalie este item
(0 votos)

ENTREVISTA RÁDIO RAINHA DA PAZ



Agentes Penitenciários Contrariados com atitudes administrativas dos Diretores da Penitenciaria  
 
A Associação de Agentes Penitenciários do Movimento Agentes Fortes de MG, pronuncia sobre as denuncias contra atitudes dos gestores da Penitenciaria de Patrocínio que vem recebendo dos Agentes. 
 
Problemas/Abusos de Poder Penitenciaria de Patrocínio 10ª Risp
 
A Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais –AMAFMG, foi convidada pela Radio Rainha da Paz da cidade de Patrocínio para participar do programa da Segurança Publica, (15/02/2018)  falando das denuncias que vem sendo vinculada na mídia da Penitenciaria de Patrocínio.
 
O Vice Presidente da AMAFMG, Agente Penitenciário Lucas Andrade esteve presente nos estúdios da Radio ao vivo.
O Presidente da Associação AMAFMG, Julio Costa atendeu também a Radio Rainha da Paz diretor de Belo Horizonte via ligação telefônica.
 
Realmente a Associação confirmou as varias denuncias que vem recebendo dos Agentes Penitenciários da Cidade de Patrocínio.
Principalmente Abusos de poder, que pelo que foi dito na reportagem, a administração deixa a desejar também, por ações que vão contra a Administração Publica e seus princípios, o qual chega aos da constitucionalidade.  Que o uso do poder deve ser usado se abuso, por garantias de normas legais, pela moralidade e interesse publico.
 
Foram citadas varias denuncias que a Associação vem recebendo e suas providencias junto a Secretaria do Sistema Prisional – SEAP, e demais órgãos como ministério publico da Capital.
 
Ø  Equipe de Agentes Contratados montada a disposição de Diretora Administrativa;
Ø  Agente perde Olho em explosão de granada na Penitenciaria, esse estava de férias;
Ø  Agentes femininas são ordenadas a ficar Nuas/peladas, revista Intima;
Ø  Fuga de Presos – Melhor/detalhes Apuração;
Ø  Uso de Viatura – Carro diretor Geral em horário de expediente na porta de colégio com mulher dentro;
Ø  Saída de Diretores da Unidade em Horários de Expediente;
Ø  Desvio de Função e não uso de fardamento por parte de Agentes (Área Administrativa);
Ø  Abuso de Poder na Avaliação de Desempenho dos Agentes;
Ø  Assedio Moral;
Ø  Dentre outros graves, como mortes de presos, condescendência criminosa, prevaricação. Que estão sob Sigilo para não atrapalhar as investigações de órgãos competentes.
 
A Associação AMAFMG deixou claro que atua empregando a legalidade, impessoalidade, transparência e coletividade, não admitindo covardias e abusos.
 
Que o seu Presidente Julio Costa, na capital mineira, esta e estará atuante até que se solucionem os problemas da Penitenciaria de Patrocínio, garantido o bom andamento dos trabalhos dessa Unidade, garantido satisfação, motivação, acreditação dos funcionários da mesma. Bem como de outras Unidades que passa por problemas também.
 
Unidos Somos Mais Fortes.
Julio Costa
Presidente.

ATENÇÃO! IMPOSTO SINDICAL

Avalie este item
(0 votos)

Nota de Esclarecimento AMAFMG                                       

07 Fevereiro 2018

 

Contribuição Sindical - Imposto Sindical

Entenda como era Antes e como é agora após a REFORMA TRABALHISTA – Lei 13.467/2017

Essa Reforma trabalhista foi aprovada em 11/07/2017, e sancionado dia 13/07/2017, pelo Presidente da Republica, trazendo novas definições, uma dela foi a CONTRIBUIÇÃO SINDICAL.

Nesse sentido ficou definido que as novas regras entrassem em vigor em 04 meses, conforme a nova legislação

A contribuição para os sindicatos era feita uma vez ao ano, obrigatoriamente, tanto para funcionários de empresas quanto para autônomos e liberais.

Entre os trabalhadores, havia o desconto equivalente a um dia de salário. Esse débito era feito em abril, na folha referente aos dias trabalhados em março.

Para os empregadores, o imposto sindical também era obrigatório, mas com uma forma de cálculo diferente. Ele era cobrado sempre em janeiro, com base no valor da empresa no ano anterior. É calculado um percentual sobre o valor da empresa para determinar a quantia a ser paga como imposto sindical. Esse percentual diminui conforme aumenta o valor da empresa – ou seja, proporcionalmente, quanto menor a empresa, mais imposto era pago.

Como ficou depois da reforma?

O trabalhador paga o imposto sindical apenas se quiser.

Se optar por fazer a contribuição, precisa informar ao empregador que autoriza expressamente a cobrança sobre sua folha de pagamento. A empresa só poderá fazer o desconto com a permissão do funcionário.

O mesmo vale para o empregador. A contribuição também passa a ser facultativa/opcional para as empresas.

Na lei citada acima, a principal alteração esta contida no Art 582, da CLT, que passa a exigir autorização prévia e expressa do empregado, para que o desconto do “importo sindical” seja efetuado em folha de pagamento pelo empregador.

Vou ter que pagar a contribuição em 2018?

Não.

A nova lei trabalhista foi sancionada pelo presidente Michel Temer no dia 13 de julho e entrará em vigor em 120 dias. Ou seja, a partir de meados de novembro 2017 a contribuição não é mais obrigatória para empresas e trabalhadores. Portanto, o desconto não será automático em abril de 2018.

Para onde vai o dinheiro do imposto sindical?

 

O valor é destinado às centrais sindicais que representam a categoria e coparticipantes. Do total arrecadado, 5% é destinado às confederações, 10% para as centrais sindicais, 15% para as federações, 60% para o sindicato de base e 10% para uma conta especial emprego e salário – uma conta mantida na Caixa Econômica Federal usada para custeamento de vários tipos de programas sociais.

Do Absurdo,

Centrais Sindicais já se manifestaram defendendo a tese de que, a autorização prévia e expressa do empregado para desconto da contribuição sindical, deve ser concedida em assembléia geral da categoria profissional a que pertence o trabalhador.

Sendo assim, estão ainda reforçando e dizendo que a partir de 2018 em diante, para que seja realizado os descontos do “imposto sindical”, ele terá que ser aprovado em assembléia geral da categoria profissional, a ser realizada de acordo com os estatutos sociais de cada entidade.

Nesse sentido, fica claro que a classe não esta dificultando o recolhimento da contribuição sindical, como estão dizendo por ai,

empresas, entidades e os próprios funcionários estão defendendo que a autorização prévia e expressa para o desconto tem que ser concedida, individualmente, e por escrito, por cada trabalhador. Ou seja optativo. Apenas Isso.

E que ainda querem dizer, que independentemente desta divergência de interpretação, o fato é que o “imposto sindical” continuará a ser descontado de cada empregado sobre os salários do mês de março de cada ano, conforme centrais sindicais estão reforçando, por meio de assembléias gerais da categoria.

Será porque essas centrais sindicais ainda insistem em buscar “brecha” na nova reformulação trabalhista?

Que já diz, que a partir de 2018 não há mais o desconto automático em folha da contribuição sindical.

Resumindo:

Como bem ficou definido em lei da reforma trabalhista, o qual é optativo por cada funcionário em contribuir, fica o filiado aos sindicatos em contribuir ou não.

E Demais que não são filiados, e que não queiram contribuir fique conforme a lei. Não há nada de se definir em Assembléia de Categoria.

A Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais, rapidamente por meio de seu departamento Jurídico e Administrativo, tomando providencias vem a todos da Segurança Publica de Minas Gerais informá-los com clareza dessa nova definição e reformulação Trabalhista.

Unidos Somos Mais Fortes.

Júlio Costa

Presidente -AMAFMG

Avalie este item
(0 votos)

Insegurança na Penitenciaria da Cidade de Patrocínio

Atenção Sistema Prisional de Minas Gerais, a Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais – AMAFMG atenta a tudo, e com a união de todos os funcionários do Sistema Prisional, sócio Educativo e servidores Administrativos e setores da SEAP, conseguiremos combater as irregularidades, ilegalidades presentes.  Nossa missão é grande, com um dos objetivos o fortalecimento das categorias.

Sendo Assim segue o email recebido pela Associação de Funcionários da Penitenciaria de Patrocínio.

01/02/2018 as 23:09 hs.

Boa Noite companheiros da AMAF viemos aqui pedir socorro, ser transparentes a Associação, pois temos vistos os trabalhos de vocês atuando no Estado para ajudar a categoria do Sistema Prisional. E em casos aonde a irregularidades, abusos de poder, assédios morais e outros.

Queremos falar aos senhores que no dia de hoje dia 01/02/2018 vários colegas tiveram que compor uma equipe montada pela Diretora Administrativa, melhor diretora de gestão e finanças.

Esses Agentes quase, quase todos que tiveram que ir para essa equipe são contratados.

É claro que é do conhecimento do Diretor Geral e demais diretores como o Diretor que é responsável pela Segurança. Para não haver qualquer dúvida essa Diretora responsável por montar essa equipe não é Agente Penitenciaria é comissionada. Com certeza os senhores já sabem disso, porem estamos reforçando.

Na Unidade deram o nome nessa equipe de (EQUIPE DE PRODUÇÃO), e sempre ficaram as ordens dessa diretora. A Maioria dos serviços executados por essa equipe é apenas a coleta de lixos diários e cuidar da jardinagem na Penitenciaria. Essa equipe existiu há anos.

Porem a poucos meses, uma equipe da SEAP esteve na Penitenciaria realizando excelentes trabalhos de investigação de ilegalidades e presenciou vários agentes nessa equipe e também em outros setores sem a necessidade, desviados de função e não usando farda.

Com isso, mais ou menos em dezembro essa Diretora responsável pela equipe, reuniu com essa equipe, onde tinha agentes efetivos e disse que não existiria mais essa equipe. Os Agentes foram remanejados para as equipes de segurança. Porem após a Diretora citada retornar de férias, ela montou nova equipe como citamos acima. Porem essa é bem dizer todos Agentes Contratados, retirando-os das equipes de Transito Internos. Essa equipe montada está com grande número de agentes. Ao contrário do que o Sistema Prisional atravessa com rescisões de contratos. Prejudicando o setor de segurança. Até mesmo nos procedimentos de adentra mento nos pavilhões e Alas, em movimentações de presos. Tendo que pedir apoio para outros agentes que se encontram em setores administrativos para poder realizar os procedimentos de segurança. Colocando em risco a Penitenciaria e os Agentes Penitenciários, que estão todo momento nas atribuições do cargo de Agentes.

E enquanto isso, um grande número de agentes compondo essa equipe de produção, a disposição dessa direção administrativa.

Gostaríamos de saber, se vocês podem esclarecer, se tem conhecimento se está prevista essa Direção Administrativa, escalar ou montar equipe de Agentes Penitenciários para ficar à disposição da Direção setorial?

Onde ela controla folga, férias etc. O agravante é a quantidade de Agentes nessa Equipe. Prejudicando o setor de Segurança.

A prioridade no Sistema Prisional não é a Segurança? Ela que dá suporte nas demais áreas? Havendo condições demais áreas realizam suas atividades, como a ressocialização?

Uma vez que o Sistema Prisional vem fechando unidades, vem sofrendo com faltas de Agentes Penitenciários, e aqui na Penitenciaria de Patrocínio, estão tirando agentes da Segurança para fazer serviços, o qual a própria equipe de transito interno faz como: coleta de lixos diários, limpeza de caixas de esgoto que em alguns dias apenas e outros serviços que podem ser programados como cuidados com jardinagem.

Para que essa quantidade de Agentes nessa equipe de Produção?

Esta previsto Agentes penitenciários ficarem a disposição de uma Direção Setorial Administrativa?  Sabendo que esta prejudicando a Segurança e demais Agentes, os quais estão se desdobrando nas funções diárias para dar conta dos serviços.

Queremos registrar a Associação que há outros desvios de Função na Penitenciaria. Por exemplo até Agente efetivo trabalhando de farmacêutico, onde esse desde seu exercício, alguns meses depois de entrar em exercício e até hoje está exercendo trabalho de farmacêutico e não usando farda. Onde na unidade tem vários técnicos de enfermagem e ainda Enfermeiros, os quais sempre fizeram o trabalho de distribuição de remédios a presos.

Importante ainda citar que a escala com nomes desses Agentes que estão na equipe de produção à disposição da Diretora Administrativa, não está no quadro de avisos juntamente com as demais escalas das equipes. Por quê?

Convocações de Bate Celas:

O Diretor Geral esta convocando por suas atribuições ao cargo é claro apenas os Agentes que estão diretamente empenhados nos trabalhos rotineiros da segurança para comparecer em suas folgas na penitenciaria para realizar bate cela geral.

O qual não estão convocando os Agentes em desvios de função, os Agentes dessa equipe de produção e nem aqueles que estão empenhados em funções que em dias atípicos como esse de revista em celas, poderia cooperar nos procedimentos de revista em cela. Apenas os mesmos de sempre na Segurança.

Deste modo AMAF, os prejuízos são imensos: primeiramente nossa segurança interna no interior dos pavilhões em movimentações de presos, números reduzidos de Agentes, segundo atrapalha a escala de serviço, férias, folgas, e descansos noturnos.

O qual também interessante citar o local que foi criado, e que realizamos os descansos noturnos. Desumano. Que até se faz o desafio, dos diretores passarem noites la, para poder se dizer que esse local é digno de seres humanos estarem. Sem alojamento, banheiros impróprios para necessidade fisiológica.

Lembrando que desde a construção da Penitenciaria, há o local ideal pra tudo isso, o CORPO DA GUARDA, porém tiraram da segurança, e está ocupado por escola, professores que dão aulas aos presos.

Buscamos ajuda da Associação, para intermediar solucionando esses descasos. Que gera revolta na classe, consequentemente enorme rejeição a esses gestores da Unidade. Pois o Diretor de Segurança que é agente, não toma providencias, diz que tentou mostrar os prejuízos com tudo isso para o setor de segurança ao Diretor Geral, mais não adianta nada. Acaba que mesma coisa de não falar nada. Pois é realidade os fatos.

            Precisamos de ajuda, até mesmo, uma visita dos senhores como representante de classe na penitenciaria, e comprovar tudo isso.

Porque não somos ouvidos, não se reúnem com todos agentes para reunião geral.

Agradecemos a atenção, aguardamos retorno. Queremos apenas um sistema respeitado, de pessoas que estão do nosso lado, pois o dia a dia em contato com presos não é simples e fácil. Essas pessoas que fazem isso não entram em pavilhões.

Dão-se prioridades para Jardinagem, etc, penitenciaria bonita, não somos contra, importante a higiene, limpeza, cuidados sim, mais dá para fazer de forma programada, organizada. Mais a prioridade tem ser respeitada, a segurança, com ela daremos condições de demais áreas atuar.

Até breve. Visite-nos.

Agradecemos pela Atenção.

Att, Agentes Patrocínio.

.........................................................................x x x............................................................................

 Atenção Unidade Prisional de Patrocínio,

Aqui mesmo em Resposta a esse pedido de todos Vocês Funcionários,

Eu Julio Costa Presidente da AMAFMG, recebi e estou recebendo inúmeras denúncias da cidade citada, e ligações principalmente de Agentes Penitenciários.

Estamos empenhados em algumas demandas graves para essa Unidade Prisional, melhor deixar o silencio falar por si só. Continue nos informando. A próxima demanda para a Unidade de Patrocínio já esta agendada para próxima semana, no Ministério Publico em Belo Horizonte, complementando como disse acima, as outras ilegalidades de grande prejuízo para a Administração Publica e o Sistema Prisional que já estão em andamento.

A respeito do desvio de função, deixo claro que o funcionário poderá ser responsável por realizar outras tarefas que não estão discriminadas em seu cargo. Dica.

A respeito de Unidade maquiada, isso já não convence as pessoas que la vão visitar ou demandar algum trabalho. Sabemos que a Cidade de Patrocínio não foge desse conceito. Pois os problemas são graves. Acontecimentos dessa unidade, nunca foram vistos na historia do Sistema Prisional. Não adianta ter acessos limpos, pintados, jardinagens exuberantes, se há muita coisa errada por de trás de paredes.

Tudo dessa Unidade, já é de conhecimento da SEAP.

A respeito da nossa visita, do nosso encontro ai melhor não dizer que dia será.

Contem Comigo, a Associação está empenhada com vocês que lutam pela legalidade e motivação para atuar no dia a dia.

Aguardem a Matéria Jornalística especifica da Unidade Prisional da Cidade de Patrocínio.

Julio Costa

Presidente AMAFMG

Cursos Gratuitos Ciclo 42 SENASP

Avalie este item
(0 votos)

Inscrições para cursos a distância para profissionais de segurança pública começam no próximo dia 25 Jan 18 

A Secretaria Nacional de Segurança Pública abre na próxima semana as inscrições para o 42º ciclo de cursos a distância para os integrantes das policias Civis, Militares, Agentes Penitenciários, Corpos de Bombeiros, Guardas Municipais e órgãos de Perícia Criminal de todo o país. 


CONFIRA TODO DOCUMENTO 

 

Avalie este item
(0 votos)

RESOLUÇÃO CONJUNTA CGE/SEAP Nº

01/2017, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2017

 

 Dispõe sobre as atribuições e a organização do Núcleo de Correição Administrativa da Unidade Setorial de Controle Interno da Secretaria de Estado de Administração Prisional.

O CONTROLADOR-GERAL DO ESTADO e o SECRETÁRIO DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PRISIONAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso III do §1º do art. 93 da Constituição Estadual, pelo art. 48 da Lei nº 22.257, de 27 de julho de 2016, e pelos arts. 6º e 7º do Decreto nº 47.087, de 23 de novembro de 2016, resolve:

Art. 1º A Unidade Setorial de Controle Interno da Secretaria de Estado de Administração Prisional – USCI-SEAP –, subordinada tecnicamente à Controladoria-Geral do Estado – CGE –, tem como competência promover, no âmbito da SEAP, as atividades de auditoria, correição administrativa, transparência e prevenção e combate à corrupção.

Parágrafo único. Para o exercício das competências previstas no caput, a USCI-SEAP terá, em sua estrutura organizacional, Núcleo de Correição Administrativa – NUCAD/USCI-SEAP –, que observará as diretrizes e regras estabelecidas nesta Resolução Conjunta e nas demais normas editadas pela CGE nas ações disciplinares empreendidas


CONFIRA TODO DOCUMENTO 

 

Avalie este item
(0 votos)

A Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais – AMAFMG desde o dia 12/12 vem junto as demais Forcas de Segurança Publica realizando Movimentos os quais é a insatisfação com o Governo do Estado.

Nessa 4ª feira dia 20/12 estão frente ao Clube dos oficiais da Policia Milita.

O Presidente da AMAFMG Júlio Costa representando o Sistema Prisional, Sócio Educativo e Servidores Administrativos, tomou a palavra em carro de som e foi realista em suas palavras, mostrando a verdade do quem vem acontecendo, conforme pautas a seguir, fotos e Vídeos.

O agente Marcos Terrinha mais uma vez esta presente, sendo apoiador do Movimento desde a primeira reunião do dia 12 com as Forcas de Segurança Publica, uma vez que é conhecedor do Sistema Prisional, de grande Experiência e Vivencia.

O Deputado Sargento Rodrigues, Cabo Coelho e os presidentes de entidades da classe da segurança pública (AMAFMG, Aspra/PMBM, CSCS, Ascobom, ÁMEM, SINDPOL, estão presente no Movimento/Manifestação  desta quarta-feira, 20/12, que iniciou às 14H, em frente ao Clube dos Oficiais da Polícia Militar (Rua Diabase, 200, bairro Prado/BH).

REMOÇÕES DE AGENTES DA ACADEMIA DO SISTEMA:

A AMAFMG, já insatisfeita com a forma que a SEAP vem conduzindo a categoria, morosidade faltas de apurações de ilegalidades em Unidades Prisionais, dentre outras pautas abaixo e;

Após receber denuncias e comprovar remoções de Agentes Penitenciários da academia do Sistema Prisional por denunciar ilegalidade da mesma, foi o limite para se comprovar que também o abuso de poder esta acorrendo dentro da SEAP. Até mesmo pressão aos Agentes nos procedimentos de averiguação em Audiência na cidade Administrativa, por pessoas da Direção do Departamento Geral Pessoal.

Será que o chefe de Gabinete da SEAP um Oficial da PM, não tem conhecimento disso?

Nesse Sentido a AMAFMG nas ruas de Belo Horizonte, na mídia, manifestou varias outras mazelas no Sistema Prisional. O qual reafirma que desde sua criação, nada aconteceu de Valorização as Categorias.

CONFIRA AS PAUTAS DA REIVINDICAÇÃO:

SECRETARIO FALA EM VALORIZAÇÃO DA CATEGORIA MAIS NADA ACONTECEU

  1. Apenas Benefícios para Secretario, Subsecretário, Chefe de Gabinete (medalhas, honrarias); e classe principalmente?
  2. Demissões em Massa dos Agentes Contratados desde Dezembro 2016;
  3. Unidades Super lotadas e falta de Agentes;
  4. 01 (um) Agente Noturno de Plantão para Mais de 70 presos;
  5. Cogitação de Fechamento de Unidades Prisionais, pré Assumidas pela SEAP;
  6. Não saiu o Concurso, só enrrolação;
  7. Salários Parcelados;
  8. Não Pagamento do 13ª salário integral;
  9. Não nomeações de Diretores Unidades Prisionais;
  10. Remoções de Agentes por Assedio Moral e Abuso de Poder na Academia do Sistema por mostrar ilegalidade;
  11. Abuso de Poder por Diretora do DGP (Falta de educação, cordialidade com os Agentes);
  12. Cargos Comissionados alto escalão na Seap apadrinhados por políticos enganadores e em Unidades Prisionais (Diretores que não são Agentes);
  13. Sucateamento (falta de equipamentos, Viaturas, Algemas, Armas);
  14. Falta de Diárias para O sistema Prisional (Para Viagens de Alto escalão não falta);
  15. Não Nomeação dos Aprovados no Concurso para Áreas Administrativas;
  16. Desvios de Função;
  17. Unidades Sem Estrutura (Sem Alojamento, Vasos Sanitários, etc);
  18. Não reconhecimento da Insalubridade e Periculosidade da carreira, Adicional escolaridade;
  19. Dentre Varias outras Mazelas

Contudo isso, Eu Júlio Costa e a categoria aguardamos o pronunciamento do Secretario da SEAP, frente a tudo isso, principalmente os abusos que não precisava ocorrer dentro da SEAP, como trocas de Diretores em Unidades Prisionais, remoções absurdas de Agentes que não cometeram atos ilegais, falta de cordialidade, respeito com os Agentes na DGP (Responsável por Remoções), falta de apuração de ilegalidades em algumas Unidades (SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA) e tomada de providencias enérgicas, por fatos graves, ilícitos.

Se a SEAP não sabe, a AMAFMG sabe e comprova.

ATENÇÃO TODO SISTEMA PRISIONAL, SÓCIO EDUCATIVO, E SERVIDORES ADMINISTRATIVOS, Eu Julio Costa com a Associação AMAFMG em todas as Risps, não havendo resultados ou providencias nessas demandas ai, VAMOS REALIZAR MOVIMENTOS DO SISTEMA PRISIONAL EM BELO HORIZONTE E DEPOIS NO INTERIOR DO ESTADO, COMO ESSES MOVIMENTOS QUE REALIZAMOS DE TODA SEGURANÇA PUBLICA. VAMOS MOSTRAR PARA POPULAÇÃO ESSES ABSURDOS. 

Obs: Sistema vai parar. Colapso a frente. Aguardem. Nunca chegou a esse ponto.

 

JÚLIO COSTA PRESIDENTE AMAFMG.


VÍDEO





GALERIA DE FOTOS 

Avalie este item
(0 votos)

PENITENCIÁRIA ESTADUAL DR. FRANCISCO NOGUEIRA FERNANDES (ALCAÇUZ) NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

 

Agente Penitenciaria de Minas Gerais REGIANE que compõe a Diretoria da Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais  - AMAFMG, visitou a Unidade Prisional de ALCAÇUZ no Rio Grande do Norte

 

Penitenciária de Alcaçuz é uma unidade prisional brasileira localizada no município de Nísia Floresta, no estado do Rio Grande do Norte, a 25 km da capital Natal. Trata-se da maior penitenciária do estado.

 

No Inicio do Ano houve uma serie de rebeliões em Alcaçus, uma verdadeira batalha campal entre organizações criminosas, onde vários presos foram mortos.

 

Foi realizado contato com a Secretaria de Justiça e Cidadania (SEJUC) com a Dra. Daniele que é a responsável pela Ouvidoria, a qual solicitou autorização da visita da Agente Rejane de Minas Gerais ao secretário do Sistema penitenciário do Rio Grande do Norte, Sr. Dr. Luís Mauro Albuquerque Araújo.

O mesmo, prontamente, autorizou a visita às Penitenciárias de Alcaçuz e Parnamirim.

 

O encontro foi na SEJUC que de lá a ASP Regiane acompanhada da Dra. Daniele e do Coordenador ASP Araújo para as referidas visitas.

 

A ASP Regiane Informa que fui muito bem recebida pela Dra. Daniele, o Coordenador Araújo, pelos diretores das penitenciárias, e pelos demais ASP’s os quais tive contato.

 

Ao chegar na penitenciária de Alcaçuz a mesma foi muito bem recebida pelo Diretor Geral Ivo Freire.

 

Visitei Me Apresentaram os pavilhões e demais áreas internas na companhia do diretor geral, do coordenador, da Diretora de pavilhão (Rose), e da Dra. Daniele.

 

Devido a área extensa da penitenciária, locomovemos internamente em veículo dirigido pela Diretora de pavilhão (ASP Rose).

 

  • A População Carcerária Alcaçuz: É Aproximadamente 1100 Presos.
  • A Quantidade total de Agentes em Alcaçuz: É de Apenas 56 Agentes Penitenciários.
  • Não existem Agentes contratados.
  • O complexo penitenciário possui 5 pavilhões.
  • Sendo que 04 Pavilhões já foram reformados e 1 ainda será reformado.
  • Atuam com 14 Agentes por dia no plantão para os Aproximados 1100 presos.
  • Entrada de alimentação: 01 Kg quinzenal
  • Visita: quinzenal, realizadas na terça, quarta e sexta feira.
  • Banho de sol: 2 (duas) horas por dia
  • É proibida a entrada de cigarros.
  • Durante o banho de sol é proibido atividades de jogos de futebol com bola e corridas. Sendo permitido apenas as caminhadas.
  • Os presos não podem acessar a área vermelha do pátio (conforme fotos) que dá acesso às ventanas.

 

  • Cada pavilhão possui seu pátio para banho de sol.
  • Cada cela possui sua raia no pátio, devidamente numeradas.
  • Cada cela possui um preso classificado, o qual é o primeiro que sai e o último que entra na cela. Seu objetivo é auxiliar os agentes na saída do presos para o banho de sol e retorno dos mesmos.

O sistema penitenciário do Rio Grande do Norte possui um Grupo de Escolta Penal (GEP), composta por aproximadamente 50 agentes, os quais realizam somente escoltas em 27 unidades espalhadas por todo o estado.

Os agentes recebem treinamentos intensivos com simulação de situações diversas. São bem treinados, preparados e sentem confiança na hora de agir em situações adversas.

A Unidade de Alcaçuz passou por varias reformas e algumas estão em fase fina, aos as Rebeliões.

 

AGRADECIMENTOS

Eu Julio Costa Presidente da Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais quero primeiramente agradecer todos aqueles que recepcionaram, deram atenção a Agente Regiane em Visita as Unidades Prisionais citadas acima do RN.

Fica a nossa Satisfação gravada como gesto simbólico de união dentro do Sistema Prisional Brasileiro.

E deixo em nome do Sistema Prisional de Minas Gerais boa sorte a todos vocês valentes Agentes Fortes ai do Estado do Rio Grande do Norte, pela dedicação, empenho frente todas as dificuldades enfrentadas no dia a dia, principalmente pela falta de Recurso Humanos que o Sistema Prisional Brasileiro sempre atravessou comparados com as superlotações.

O Convite esta aberto a todos Profissionais envolvidos no Sistema Prisional do Estado do Rio Grande do Norte, para vir nos visitar, trocar experiências, conhecer as Unidades Prisionais e áreas relacionadas ao Sistema Prisional de Minas Gerais.

Obrigado a todos.



Atenciosamente,

Júlio Costa

 Presidente da Associação do Movimento dos Agentes Fortes de Minas Gerais – AMAFMG.

www.amafmg.com.br

Unidos Somos Mais Fortes.



Avalie este item
(0 votos)

Nota de Agradecimento - Agente Xavier e Família.


O agente Penitenciário XAVIER que sofreu atentado na porta da Penitenciária Nelson Hungria em BH, na manhã de hoje dia 05/11 domingo foi transferido para o Hospital João 23 para a realização de procedimento cirúrgico na região da mandíbula, onde há um projétil alojado.

Os últimos boletins médicos informaram que o Agente Xavier necessitava ser transferido para outro hospital especializado para a realização do procedimento cirúrgico na mandíbula.

Sendo assim as servidores públicas da SEAP da Diretoria de Atenção a Saúde do Servidor, Diretora Michelle Henriques e a Psicóloga Vânia buscaram tomar providências para a realização da cirurgia em outro hospital.

Portanto buscaram contato com a pessoa do senhor JULIO COSTA, o qual o mesmo no dia 04/11 sábado, manteve contato com provedores médicos, autoridades na área da saúde conseguindo a transferência para que fosse realizado o procedimento cirúrgico ao agente Xavier, no Hospital João 23

Na manhã deste domingo dia 05/11 foi realizado o ato cirúrgico com sucesso.

Toda a categoria agradece a boa vontade, o empenho em ajudar o próximo por parte do senhor Júlio Costa. Não medindo esforços e sensibilizado com a situação do agente Xavier e de sua família que se encontra com o mesmo no hospital.

Enaltecemos o empenho das Servidoras da Diretoria de Atenção ao Servidor dia a dia no hospital.

A família e o Agente XAVIER fez questão de agradecer o senhor Júlio Costa nas redes sociais.

Conforme Áudios abaixo.

Agente Xavier



Yan filho do Agente Xavier


Unidos Somos Mais Fortes.

Deus abençoe nosso Colega e toda sua Família, e aos que empenharam nesse momento.

ACESSOS RÁPIDOS

                  

AMAF MG

AMAF MG
Associação Movimento Agentes Fortes de Minas Gerais

Presidente: Julio Costa

ÚLTIMOS POSTS

NEWSLETTER

Assine a newsletter da AMAF e receba em seu email as principais notícias do Sistema Prisional de Minas Gerais